Imponderáveis momentos!

meri post on dezembro 12th, 2020
Posted in Geral, Minhas poesias

Diante do imponderável

Momento de convulsão,

Surge incontrolável, um

Sentimento de solidão e rola

Na face pálida

Uma lágrima cálida

Bem de mansinho

Aos poucos, um choro baixinho,

Quase um murmurinho

E neste sentimento que

Floresce e vai crescendo,

Aparece na contramão o coração,

Que pulsa e expulsa

Toda dor de separação

Não estamos sozinhos, não!

Mera ilusão!

Juntos e separados

Ao mesmo tempo

Num paradoxo desse momento

Que a ciência justifica

Mas só o amor explica,

Os tempos de isolamento.

03/10/2020

2 responses .

  1. Claudia Laus Angelo disse:

    Tempos difíceis de isolamento! Que ano! Ainda bem que temos a arte a nosso favor e que nunca estamos sozinhos! Méri tua poesia retrata muito bem essa pandemia.

Deixe uma resposta para Claudia Laus Angelo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *