13 de fevereiro de 2011

O poema Indiscreta de minha autoria, foi selecionado para participar do livro de Antologia do  Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus 2010. Os autores selecionados aparecem em ordem alfabética neste link.

INDISCRETA

Fiz um treino para escrever o que eu pudesse escolher
Mas nunca tive muita vontade de antever
Mesmo assim, permiti prever os fatos e atos que pudessem
Rimar com as palavras que insistem em chegar
Parecem que afloram, brotam em sucessões sem fim.
Vou brincando então de ser poeta, brincando assim
De estar a fim de dizer algo que possa ser importante
Tanto para você como para mim!

Deixe um comentário